Strict Standards: Non-static method JFilterInput::clean() should not be called statically in /home/dnagosbr/public_html/rede/administrator/components/com_biblia/libraries/application/component/controller.php on line 43

Strict Standards: Declaration of BibliaModelAll::populateState() should be compatible with JModelList::populateState($ordering = NULL, $direction = NULL) in /home/dnagosbr/public_html/rede/components/com_biblia/models/all.php on line 8
Lc 4:32 E admiravam a sua doutrina porque a sua palavra era com autoridade.
Lc 4:33 E estava na sinagoga um homem que tinha o espírito de um demônio imundo, e exclamou em alta voz,
Lc 4:34 Dizendo: Ah! que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste a destruir-nos? Bem sei quem és: O Santo de Deus.
Lc 4:35 E Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te, e sai dele. E o demônio, lançando-o por terra no meio do povo, saiu dele sem lhe fazer mal.
Lc 4:36 E veio espanto sobre todos, e falavam uns com os outros, dizendo: Que palavra é esta, que até aos espíritos imundos manda com autoridade e poder, e eles saem?
Lc 4:37 E a sua fama divulgava-se por todos os lugares, em redor daquela comarca.
Lc 4:38 Ora, levantando-se Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão; e a sogra de Simão estava enferma com muita febre, e rogaram-lhe por ela.
Lc 4:39 E, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e esta a deixou. E ela, levantando-se logo, servia-os.
Lc 4:40 E, ao pôr do sol, todos os que tinham enfermos de várias doenças lhos traziam; e, pondo as mãos sobre cada um deles, os curava.
Lc 4:41 E também de muitos saíam demônios, clamando e dizendo: Tu és o Cristo, o Filho de Deus. E ele, repreendendo-os, não os deixava falar, pois sabiam que ele era o Cristo.
Lc 4:42 E, sendo já dia, saiu, e foi para um lugar deserto; e a multidão o procurava, e chegou junto dele; e o detinham, para que não se ausentasse deles.
Lc 4:43 Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do reino de Deus; porque para isso fui enviado.
Lc 4:44 E pregava nas sinagogas da Galiléia.
Jo 4:15 Disse-lhe a mulher: SENHOR, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
Jo 4:16 Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
Jo 4:17 A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
Jo 4:18 Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
Jo 4:19 Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.
Jo 4:20 Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
Jo 4:21 Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Jo 4:22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
Jo 4:23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Jo 4:24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
Jo 4:25 A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
Jo 4:26 Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
Jo 4:27 E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela?
Jo 4:28 Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens:
Jo 4:29 Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
Jo 4:30 Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele.
Jo 4:31 E entretanto os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come.
Jo 4:32 Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.
Jo 4:33 Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer?
Jo 4:34 Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.
Jo 4:35 Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa.
Jo 4:36 E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem.
Jo 4:37 Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa.
Jo 4:38 Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho.
Jo 4:39 E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito.
Jo 4:40 Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias.
Jo 4:41 E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.
Jo 4:42 E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.
Jo 4:43 E dois dias depois partiu dali, e foi para a Galiléia.
Jo 4:44 Porque Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua própria pátria.
Jo 4:45 Chegando, pois, à Galiléia, os galileus o receberam, vistas todas as coisas que fizera em Jerusalém, no dia da festa; porque também eles tinham ido à festa.
Jo 4:46 Segunda vez foi Jesus a Caná da Galiléia, onde da água fizera vinho. E havia ali um nobre, cujo filho estava enfermo em Cafarnaum.
Jo 4:47 Ouvindo este que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi ter com ele, e rogou-lhe que descesse, e curasse o seu filho, porque já estava à morte.
Jo 4:48 Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis.
Jo 4:49 Disse-lhe o nobre: Senhor, desce, antes que meu filho morra.
Jo 4:50 Disse-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra que Jesus lhe disse, e partiu.
Jo 4:51 E descendo ele logo, saíram-lhe ao encontro os seus servos, e lhe anunciaram, dizendo: O teu filho vive.
Jo 4:52 Perguntou-lhes, pois, a que hora se achara melhor. E disseram-lhe: Ontem às sete horas a febre o deixou.
Jo 4:53 Entendeu, pois, o pai que era aquela hora a mesma em que Jesus lhe disse: O teu filho vive; e creu ele, e toda a sua casa.
Jo 4:54 Jesus fez este segundo milagre, quando ia da Judéia para a Galiléia.
At 4:15 Todavia, mandando-os sair fora do conselho, conferenciaram entre si,
At 4:16 Dizendo: Que havemos de fazer a estes homens? porque a todos os que habitam em Jerusalém é manifesto que por eles foi feito um sinal notório, e não o podemos negar;
At 4:17 Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los para que não falem mais nesse nome a homem algum.
At 4:18 E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus.
At 4:19 Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus;
At 4:20 Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido.
At 4:21 Mas eles ainda os ameaçaram mais e, não achando motivo para os castigar, deixaram-nos ir, por causa do povo; porque todos glorificavam a Deus pelo que acontecera;
At 4:22 Pois tinha mais de quarenta anos o homem em quem se operara aquele milagre de saúde.
At 4:23 E, soltos eles, foram para os seus, e contaram tudo o que lhes disseram os principais dos sacerdotes e os anciãos.
At 4:24 E, ouvindo eles isto, unânimes levantaram a voz a Deus, e disseram: Senhor, tu és o Deus que fizeste o céu, e a terra, e o mar e tudo o que neles há;
At 4:25 Que disseste pela boca de Davi, teu servo: Por que bramaram os gentios, e os povos pensaram coisas vãs?
At 4:26 Levantaram-se os reis da terra, E os príncipes se ajuntaram à uma, Contra o Senhor e contra o seu Ungido.
At 4:27 Porque verdadeiramente contra o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste, se ajuntaram, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel;
At 4:28 Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer.
At 4:29 Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra;
At 4:30 Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus.
At 4:31 E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.
At 4:32 E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.
At 4:33 E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.
At 4:34 Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.
At 4:35 E repartia-se a cada um, segundo a necessidade que cada um tinha.
At 4:36 Então José, cognominado pelos apóstolos, Barnabé (que, traduzido, é Filho da consolação), levita, natural de Chipre,
At 4:37 Possuindo uma herdade, vendeu-a, e trouxe o preço, e o depositou aos pés dos apóstolos.
Rm 4:15 Porque a lei opera a ira. Porque onde não há lei também não há transgressão.
Rm 4:16 Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós,
Rm 4:17 (Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem.
Rm 4:18 O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.
Rm 4:19 E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara.
Rm 4:20 E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus,
Rm 4:21 E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.
Rm 4:22 Assim isso lhe foi também imputado como justiça.
Rm 4:23 Ora, não só por causa dele está escrito, que lhe fosse tomado em conta,
Rm 4:24 Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor;
Rm 4:25 O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.
1Co 4:15 Porque ainda que tivésseis dez mil aios em Cristo, não teríeis, contudo, muitos pais; porque eu pelo evangelho vos gerei em Jesus Cristo.
1Co 4:16 Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.
1Co 4:17 Por esta causa vos mandei Timóteo, que é meu filho amado, e fiel no Senhor, o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo, como por toda a parte ensino em cada igreja.
1Co 4:18 Mas alguns andam ensoberbecidos, como se eu não houvesse de ir ter convosco.
1Co 4:19 Mas em breve irei ter convosco, se o Senhor quiser, e então conhecerei, não as palavras dos que andam ensoberbecidos, mas o poder.
1Co 4:20 Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder.
1Co 4:21 Que quereis? Irei ter convosco com vara ou com amor e espírito de mansidão?
2Co 4:15 Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus.
2Co 4:16 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.
2Co 4:17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;
2Co 4:18 Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.
Gl 4:15 Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis.
Gl 4:16 Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?

Encontrados 577 - Versículos

Online

Temos 242 visitantes e Nenhum membro online