Gn 31:20 E Jacó logrou a Labão, o arameu, porque não lhe fez saber que fugia.
Gn 31:21 E fugiu ele com tudo o que tinha, e levantou-se e passou o rio; e se dirigiu para a montanha de Gileade.
Gn 31:22 E no terceiro dia foi anunciado a Labão que Jacó tinha fugido.
Gn 31:23 Então tomou consigo os seus irmãos, e atrás dele seguiu o seu caminho por sete dias; e alcançou-o na montanha de Gileade.
Gn 31:24 Veio, porém, Deus a Labão, o arameu, em sonhos, de noite, e disse-lhe: Guarda-te, que não fales com Jacó nem bem nem mal.
Gn 31:25 Alcançou, pois, Labão a Jacó, e armara Jacó a sua tenda naquela montanha; armou também Labão com os seus irmãos a sua, na montanha de Gileade.
Gn 31:26 Então disse Labão a Jacó: Que fizeste, que me lograste e levaste as minhas filhas como cativas pela espada?
Gn 31:27 Por que fugiste ocultamente, e lograste-me, e não me fizeste saber, para que eu te enviasse com alegria, e com cânticos, e com tamboril e com harpa?
Gn 31:28 Também não me permitiste beijar os meus filhos e as minhas filhas. Loucamente agiste, agora, fazendo assim.
Gn 31:29 Poder havia em minha mão para vos fazer mal, mas o Deus de vosso pai me falou ontem à noite, dizendo: Guarda-te, que não fales com Jacó nem bem nem mal.
Gn 31:30 E agora se querias ir embora, porquanto tinhas saudades de voltar à casa de teu pai, por que furtaste os meus deuses?
Gn 31:31 Então respondeu Jacó, e disse a Labão: Porque temia; pois que dizia comigo, se porventura não me arrebatarias as tuas filhas.
Gn 31:32 Com quem achares os teus deuses, esse não viva; reconhece diante de nossos irmãos o que é teu do que está comigo, e toma-o para ti. Pois Jacó não sabia que Raquel os tinha furtado.
Gn 31:33 Então entrou Labão na tenda de Jacó, e na tenda de Lia, e na tenda de ambas as servas, e não os achou; e saindo da tenda de Lia, entrou na tenda de Raquel.
Gn 31:34 Mas tinha tomado Raquel os ídolos e os tinha posto na albarda de um camelo, e assentara-se sobre eles; e apalpou Labão toda a tenda, e não os achou.
Gn 31:35 E ela disse a seu pai: Não se acenda a ira aos olhos de meu senhor, que não posso levantar-me diante da tua face; porquanto tenho o costume das mulheres. E ele procurou, mas não achou os ídolos.
Gn 31:36 Então irou-se Jacó e contendeu com Labão; e respondeu Jacó, e disse a Labão: Qual é a minha transgressão? Qual é o meu pecado, que tão furiosamente me tens perseguido?
Gn 31:37 Havendo apalpado todos os meus móveis, que achaste de todos os móveis de tua casa? Põe-no aqui diante dos meus irmãos e de teus irmãos; e que julguem entre nós ambos.
Gn 31:38 Estes vinte anos eu estive contigo; as tuas ovelhas e as tuas cabras nunca abortaram, e não comi os carneiros do teu rebanho.
Gn 31:39 Não te trouxe eu o despedaçado; eu o pagava; o furtado de dia e o furtado de noite da minha mão o requerias.
Gn 31:40 Estava eu assim: De dia me consumia o calor, e de noite a geada; e o meu sono fugiu dos meus olhos.
Gn 31:41 Tenho estado agora vinte anos na tua casa; catorze anos te servi por tuas duas filhas, e seis anos por teu rebanho; mas o meu salário tens mudado dez vezes.
Gn 31:42 Se o Deus de meu pai, o Deus de Abraão e o temor de Isaque não fora comigo, por certo me despedirias agora vazio. Deus atendeu à minha aflição, e ao trabalho das minhas mãos, e repreendeu-te ontem à noite.
Gn 31:43 Então respondeu Labão, e disse a Jacó: Estas filhas são minhas filhas, e estes filhos são meus filhos, e este rebanho é o meu rebanho, e tudo o que vês, é meu; e que farei hoje a estas minhas filhas, ou a seus filhos, que deram à luz?
Gn 31:44 Agora pois vem, e façamos aliança eu e tu, que seja por testemunho entre mim e ti.
Gn 31:45 Então tomou Jacó uma pedra, e erigiu-a por coluna.
Gn 31:46 E disse Jacó a seus irmãos: Ajuntai pedras. E tomaram pedras, e fizeram um montão, e comeram ali sobre aquele montão.
Gn 31:47 E chamou-o Labão Jegar-Saaduta; porém Jacó chamou-o Galeede.
Gn 31:48 Então disse Labão: Este montão seja hoje por testemunha entre mim e ti. Por isso se lhe chamou Galeede,
Gn 31:49 E Mispá, porquanto disse: Atente o SENHOR entre mim e ti, quando nós estivermos apartados um do outro.
Gn 31:50 Se afligires as minhas filhas, e se tomares mulheres além das minhas filhas, ninguém está conosco; atenta que Deus é testemunha entre mim e ti.
Gn 31:51 Disse mais Labão a Jacó: Eis aqui este mesmo montão, e eis aqui essa coluna que levantei entre mim e ti.
Gn 31:52 Este montão seja testemunha, e esta coluna seja testemunha, que eu não passarei este montão a ti, e que tu não passarás este montão e esta coluna a mim, para mal.
Gn 31:53 O Deus de Abraão e o Deus de Naor, o Deus de seu pai, julgue entre nós. E jurou Jacó pelo temor de seu pai Isaque.
Gn 31:54 E ofereceu Jacó um sacrifício na montanha, e convidou seus irmãos, para comer pão; e comeram pão e passaram a noite na montanha.
Gn 31:55 E levantou-se Labão pela manhã de madrugada, e beijou seus filhos e suas filhas e abençoou-os e partiu; e voltou Labão ao seu lugar.
Nm 31:20 Também purificareis toda a roupa, e toda a obra de peles, e toda a obra de pêlos de cabras, e todo o utensílio de madeira.
Nm 31:21 E disse Eleazar, o sacerdote, aos homens da guerra, que foram à peleja: Este é o estatuto da lei que o SENHOR ordenou a Moisés.
Nm 31:22 Contudo o ouro, e a prata, o cobre, o ferro, o estanho, e o chumbo,
Nm 31:23 Toda a coisa que pode resistir ao fogo, fareis passar pelo fogo, para que fique limpa, todavia se purificará com a água da purificação; mas tudo que não pode resistir ao fogo, fareis passar pela água.
Nm 31:24 Também lavareis as vossas roupas ao sétimo dia, para que fiqueis limpos; e depois entrareis no arraial.
Nm 31:25 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
Nm 31:26 Faze a soma da presa que foi tomada, de homens e de animais, tu e Eleazar, o sacerdote, e os cabeças das casas dos pais da congregação,
Nm 31:27 E divide a presa em duas metades, entre os que se armaram para a peleja, e saíram à guerra, e toda a congregação.
Nm 31:28 Então para o SENHOR tomarás o tributo dos homens de guerra, que saíram a esta peleja, de cada quinhentos uma alma, dos homens, e dos bois, e dos jumentos e das ovelhas.
Nm 31:29 Da sua metade o tomareis, e o dareis ao sacerdote Eleazar, para a oferta alçada do SENHOR.
Nm 31:30 Mas, da metade dos filhos de Israel, tomarás um de cada cinqüenta, um dos homens, dos bois, dos jumentos, e das ovelhas, e de todos os animais; e os darás aos levitas que têm cuidado da guarda do tabernáculo do SENHOR.
Nm 31:31 E fizeram Moisés e Eleazar, o sacerdote, como o SENHOR ordenara a Moisés.
Nm 31:32 Foi a presa, restante do despojo que tomaram os homens de guerra, seiscentas e setenta e cinco mil ovelhas;
Nm 31:33 E setenta e dois mil bois;
Nm 31:34 E sessenta e um mil jumentos;
Nm 31:35 E, das mulheres que não conheceram homem algum, deitando-se com ele, todas as almas foram trinta e duas mil.
Nm 31:36 E a metade, que era a porção dos que saíram à guerra, foi em número de trezentas e trinta e sete mil e quinhentas ovelhas.
Nm 31:37 E das ovelhas, o tributo para o SENHOR foi de seiscentas e setenta e cinco.
Nm 31:38 E foram os bois trinta e seis mil; e o seu tributo para o SENHOR setenta e dois.
Nm 31:39 E foram os jumentos trinta mil e quinhentos; e o seu tributo para o SENHOR sessenta e um.
Nm 31:40 E houve de pessoas dezesseis mil; e o seu tributo para o SENHOR trinta e duas pessoas.
Nm 31:41 E deu Moisés a Eleazar, o sacerdote, o tributo da oferta alçada do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés.
Nm 31:42 E da metade dos filhos de Israel que Moisés separara da dos homens que pelejaram,
Nm 31:43 (A metade para a congregação foi, das ovelhas, trezentas e trinta e sete mil e quinhentas;
Nm 31:44 E dos bois trinta e seis mil;
Nm 31:45 E dos jumentos trinta mil e quinhentos;
Nm 31:46 E das pessoas humanas dezesseis mil).
Nm 31:47 Desta metade dos filhos de Israel, Moisés tomou um de cada cinqüenta, de homens e de animais, e os deu aos levitas, que tinham cuidado da guarda do tabernáculo do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés.
Nm 31:48 Então chegaram-se a Moisés os oficiais que estavam sobre os milhares do exército, os chefes de mil e os chefes de cem;
Nm 31:49 E disseram a Moisés: Teus servos tomaram a soma dos homens de guerra que estiveram sob as nossas ordens; e não falta nenhum de nós.
Nm 31:50 Por isso trouxemos uma oferta ao SENHOR, cada um o que achou, objetos de ouro, cadeias, ou manilhas, anéis, arrecadas, e colares, para fazer expiação pelas nossas almas perante o SENHOR.
Nm 31:51 Assim Moisés e Eleazar, o sacerdote, receberam deles o ouro, sendo todos os objetos bem trabalhados.
Nm 31:52 E foi todo o ouro da oferta alçada, que ofereceram ao SENHOR, dezesseis mil e setecentos e cinqüenta siclos, dos chefes de mil e dos chefes de cem
Nm 31:53 (Pois cada um dos homens de guerra, tinha tomado presa para si).
Nm 31:54 Receberam, pois, Moisés e Eleazar, o sacerdote, o ouro dos chefes de mil e dos chefes de cem, e o levaram à tenda da congregação, por memorial para os filhos de Israel perante o SENHOR.
Dt 31:20 Porque introduzirei o meu povo na terra que jurei a seus pais, que mana leite e mel; e comerá, e se fartará, e se engordará; então se tornará a outros deuses, e os servirá, e me irritarão, e anularão a minha aliança.
Dt 31:21 E será que, quando o alcançarem muitos males e angústias, então este cântico responderá contra ele por testemunha, pois não será esquecido da boca de sua descendência; porquanto conheço a sua boa imaginação, o que ele faz hoje, antes que o introduza na terra que tenho jurado.
Dt 31:22 Assim Moisés escreveu este cântico naquele dia, e o ensinou aos filhos de Israel.
Dt 31:23 E ordenou a Josué, filho de Num, e disse: Esforça-te e anima-te; porque tu introduzirás os filhos de Israel na terra que lhes jurei; e eu serei contigo.
Dt 31:24 E aconteceu que, acabando Moisés de escrever num livro, todas as palavras desta lei,
Dt 31:25 Deu ordem aos levitas, que levavam a arca da aliança do SENHOR, dizendo:
Dt 31:26 Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do SENHOR vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti.
Dt 31:27 Porque conheço a tua rebelião e a tua dura cerviz; eis que, vivendo eu ainda hoje convosco, rebeldes fostes contra o SENHOR; e quanto mais depois da minha morte?
Dt 31:28 Ajuntai perante mim todos os anciãos das vossas tribos, e vossos oficiais, e aos seus ouvidos falarei estas palavras, e contra eles por testemunhas tomarei o céu e a terra.
Dt 31:29 Porque eu sei que depois da minha morte certamente vos corrompereis, e vos desviareis do caminho que vos ordenei; então este mal vos alcançará nos últimos dias, quando fizerdes mal aos olhos do SENHOR, para o provocar à ira com a obra das vossas mãos.
Dt 31:30 Então Moisés falou as palavras deste cântico aos ouvidos de toda a congregação de Israel, até se acabarem.
2Cr 31:20 E assim fez Ezequias em todo o Judá; e fez o que era bom, e reto, e verdadeiro, perante o SENHOR seu Deus.
2Cr 31:21 E toda a obra que começou no serviço da casa de Deus, e na lei, e nos mandamentos, para buscar a seu Deus, ele a fez de todo o seu coração, e prosperou.
31:20 Se os seus lombos não me abençoaram, se ele não se aquentava com as peles dos meus cordeiros,
31:21 Se eu levantei a minha mão contra o órfão, porquanto na porta via a minha ajuda,
31:22 Então caia do ombro a minha espádua, e separe-se o meu braço do osso.
31:23 Porque o castigo de Deus era para mim um assombro, e eu não podia suportar a sua grandeza.
31:24 Se no ouro pus a minha esperança, ou disse ao ouro fino: Tu és a minha confiança;
31:25 Se me alegrei de que era muita a minha riqueza, e de que a minha mão tinha alcançado muito;
31:26 Se olhei para o sol, quando resplandecia, ou para a lua, caminhando gloriosa,
31:27 E o meu coração se deixou enganar em oculto, e a minha boca beijou a minha mão,
31:28 Também isto seria delito à punição de juízes; pois assim negaria a Deus que está lá em cima.
31:29 Se me alegrei da desgraça do que me tem ódio, e se exultei quando o mal o atingiu
31:30 (Também não deixei pecar a minha boca, desejando a sua morte com maldição, 1, 0);
31:31 Se a gente da minha tenda não disse: Ah! quem nos dará da sua carne? Nunca nos fartaríamos dela.
31:32 O estrangeiro não passava a noite na rua; as minhas portas abria ao viandante.
31:33 Se, como Adão, encobri as minhas transgressões, ocultando o meu delito no meu seio;
31:34 Porque eu temia a grande multidão, e o desprezo das famílias me apavorava, e eu me calei, e não saí da porta;
31:35 Ah! quem me dera um que me ouvisse! Eis que o meu desejo é que o Todo-Poderoso me responda, e que o meu adversário escreva um livro.

Encontrados 143 - Versículos

Online

Temos 59 visitantes e Nenhum membro online